HOTEL
SANTO GRAAL
Aparecida | SP

Devotos contam suas experiências com Nossa Senhora Aparecida

Dia 12 de outubro é dia de Nossa Senhora Aparecida, Padroeira do Brasil./ Foto: Wesley Almeida

Nesta sexta-feira, 12, a Igreja celebra o Dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil.

A data foi estabelecida pela CNBB em 1953, durante a Assembleia dos Bispos. Uma das razões para a escolha da data foi a aproximação da época do encontro da Imagem, que ocorreu na segunda quinzena de outubro de 1717. O feriado só foi declarado em 1980, pelo Presidente Figueiredo, que instituiu o dia 12 de outubro como dia para o culto público e oficial a Nossa Senhora Aparecida, segundo a Lei n. 6.802.

Cada fiel tem sua experiência com Nossa Senhora, e muitos são os que, neste dia, visitam o Santuário Nacional. Somente no ano passado, Aparecida recebeu, no feriado, 177 mil peregrinos.

Beatriz Carrapatoso com seus pais e irmão./ Foto: Arquivo Pessoal.

A niteroiense Beatriz Carrapatoso costuma ir com a família, todos os anos, ao Santuário:

“Desde pequena íamos eu, meu irmão, e meus pais, uma vez por ano, a Aparecida. Hoje a família aumentou e levamos as crianças junto. Vamos a Aparecida agradecer a Nossa Senhora pelo dom da vida, pelas graças, pelas dificuldades, pelos recomeços. Quando o carro vai chegando perto da Basílica a gente já começa a chorar, porque sabe que está chegando na casa da Mãe, no lugar onde todos são bem vindos. Onde não existe distinção de nada, só existe amor.”

Beatriz afirma que sua experiência com Nossa Senhora é uma relação de intimidade, e que sempre recorre a ela em oração: “Nossa Senhora é meu porto seguro, minha estrada, exemplo de tudo na minha vida.”

Pede à Mãe, que o Filho atende

Andrea Thomaz com o esposo Fernando e o filho Joaquim./ Foto: Arquivo Pessoal

Muitos são os milagres atribuídos a Nossa Senhora. No Santuário Nacional há a Sala das Promessas, ou “Sala dos Milagres”. Um espaço que recebe fotos, cartas, objetos e testemunhos de fé dos devotos. Há cerca de 70 mil objetos em exposição, que atestam que a graça foi recebida.

A paulista Andrea Thomaz recebeu, com seu filho, uma graça, pela intercessão de Nossa Senhora:

“No dia que o Joaquim nasceu o coraçãozinho dele estava parando, o médico disse que ele estava morrendo e teve que fazer o parto às pressas. No hospital havia uma imagem grande de Nossa Senhora Aparecida. Lembro de pedir, aos prantos, a Ela, para cuidar dele pra mim. Ela cuidou, ele nasceu bem e hoje já vai fazer 1 aninho.”

Com a jovem Roberta Cavichine, natural de Bom Jesus do Itabapoana (RJ), não foi diferente. Ao pedir ajuda à Mãe Aparecida, foi prontamente atendida. Há 14 anos, sua mãe infartou enquanto fazia um ecocardiograma, e teve parada cardíaca por seis minutos. Na época, Roberta estava fazendo estágio em uma clínica de fisioterapia, e mesmo querendo muito ver a mãe, não conseguiu, pois a mesma estava sendo preparada para ser levada pelo Corpo de Bombeiros para a UTI.

Roberta Cavichine pediu uma graça à Nossa Senhora por sua mãe, Maria Aparecida./ Foto: Arquivo Pessoal.

“Me levaram em um carro separado. Na entrada da minha cidade haviam colocado a imagem de Nossa Senhora Aparecida. Quando olhei para a imagem, pedi a Nossa Senhora para cuidar de minha mãe e trazê-la de volta para a nossa casa. Naquela noite não dormi, perdi as contas de quantos terços rezei, até ter notícias dela. Uma amiga depois contou que estava ouvindo no rádio um programa oracional, e neste momento, o padre pronunciou o nome dela, e disse ‘Fique tranquila, pois a Maria Aparecida (o nome da minha mãe) acabou de despertar na UTI”. Minha mãe acordou sem nenhuma sequela, mesmo sendo um caso gravíssimo. Todo dia 12 de outubro agradecemos muito a Nossa Senhora Aparecida.”


fonte: a12.com


Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>