HOTEL
SANTO GRAAL
Aparecida | SP

Quaresma é tempo de se preparar para a Páscoa, lembra padre

Nesta quarta-feira, 6, começa o período da Quaresma. O tempo litúrgico tem início na Quarta-feira de Cinzas e dura 40 dias. A quaresma, segundo a tradição católica, é um tempo profundo de busca de conversão, de jejum e penitência, em que toda a liturgia é voltada para a preparação para a Páscoa.

Padre Marcelo José da Costa, da arquidiocese de Niterói, explica que a liturgia é toda a ação do povo para com Deus, e Deus para com Seu povo, e esta oração-diálogo favorece a comunhão com o Divino.

“A gente tem que viver, em cada tempo, essa unidade. Há um ciclo litúrgico que começa na quaresma, preparando para a Páscoa, que é o ápice, a principal festa. A partir da Páscoa, todas as outras datas móveis são marcadas ao longo do ano. Este ciclo é uma pedagogia de Deus, que sabe que precisamos sempre retomar”.

O sacerdote ressalta que a quaresma é um tempo forte, 40 dias que lembram os 40 anos que o povo de Deus ficou no deserto. “É no deserto que Deus nos fala ao coração. Neste período, a liturgia, que utiliza a cor roxa, nos lembra que devemos fazer exercícios espirituais, como a Via Sacra, orações próprias, um período de introspecção. A começar das próprias cinzas, que são colocadas na cabeça dos fiéis e nos lembram da necessidade da conversão e humildade”.

Datas móveis

Padre Marcelo lembra que o tempo da quaresma é uma data móvel, assim como a Páscoa, que diferentemente do Natal, muda a cada ano.

“As datas são móveis porque nosso calendário é o calendário lunar. O que marca é a Páscoa, que acontece sempre no primeiro domingo após a lua cheia da primavera no hemisfério norte. A partir deste dia, todos os outros são marcados: a quaresma, 40 dias antes da Páscoa; Pentecostes, 50 dias depois. Corpus Christi também”.

Momento de Conversão

O sacerdote ressalta que há vários exercícios que podem ser feitos nesta época. Lembrando a frase de Santo Agostinho “Conhece-te, aceita-te, supera-te”, padre Marcelo dá dicas de como viver bem a quaresma.

“Podemos agradecer mesmo sem necessidade; servir aos outros; ouvir em silêncio, sem julgar; ajudar a quem precise; doar o que está em excesso; ser presença a quem necessita, entre tantos outros exemplos de coisas boas que podemos fazer neste período, de forma prática”.


fonte: a12.com


Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *